A comunicação por imagens. Os novos desenhos rupestres: cavernas 2.0

                         print_gazeMetrix

Nem sequer é para mim uma tentação de neófito. Os tais 140 caracteres  refletem algo que já conhecíamos: a tendência para o monossílabo como forma de comunicação. De degrau em degrau, vamos descendo até o grunhido.”  – José Saramago

Pensando na frase acima, bem que poderíamos adaptar esse aforismo de Saramago para o uso de imagens na comunicação. As pessoas estão substituindo a escrita por imagens. É quase que uma volta para o pictórico, o rupestre. Só posso pensar que estamos na época das cavernas 2.0. Só substituimos as paredes das cavernas por timelines.

Leia Mais