A luz no fim do norte

Por Rayanna Moreira*

Sou do Norte, do lugar de difícil acesso que, por causa da logística e transporte, encarece tudo o que fabricamos e consumimos. Sou da cidade paradoxal, que por último faz uso da tecnologia que produz e está na região mais empreendedora do país. Sou do lugar em que trabalhador faz do 1º ao 3º turno no Distrito Industrial. Mas, também sou do lugar onde além de carteira assinada e planos de saúde para a família, o trabalhador quer mudar de vida fazendo o que ama.

Leia Mais