As pessoas se apegam ao que faz barulho

Por Gustavo Ferreira*

E as vezes o barulho é tão alto que as atrapalha a pensar…

Sim, claro, tem muita campanha muito boa por aí e com propósitos nobres, e melhor do que isso, fazendo realmente com que seus propósitos sejam alcançados e pessoas reais sejam beneficiadas, seja no respeito a seus direitos ou seja na possibilidade ou ainda melhor, no alcance de um pouco de paz interior.

Quantos minutos durará essa ‘campanha’ de #somostodosmacacos?

Além do oportunismo de muitos para parecerem bonzinhos ou preocupados com algo para o qual nunca fizeram nada (ou pior, que incentivam diariamente com n tipos de comportamentos seus) ainda há o oportunismo comercial. Inúmeros produtos sendo comercializados com a finalidade de conscientizar. Será mesmo? Tenho lá minhas dúvidas.

E outra… Somos todos macacos? Quem será que teve essa brilhante ideia? O barulho tem sido tanto que talvez não tenhamos pensado em várias coisas… mas só vou falar de uma.

SE somos todos macacos, não haveria problema algum em alguém chamar a outra pessoa de macaco. Ou haveria? Quem vai ficar fiscalizando a intenção de quem chamar essa ou aquela pessoa de macaco nessa ou naquela situação? E, não queridos, nem brancos, nem negros, nem pardos, nem quem quer que seja é macaco!

Por favor, que tiro no pé! Uma suposta ação de conscientização que dá o aval para os agressores manterem a agressão e ainda se respaldarem em toda essa ação de gente espalhada pelos 4 cantos do país tirando foto com banana.

A ação do jogador em recolher as bananas e comer foi sensacional sim. Marcada ainda por cima por certa serenidade (acredito eu muito difícil de se ter, quando na memória devem ter vindo inúmeras outras situações de insulto e discriminação). Foi um gentleman.

Agora vocês, bananeiros e barulhentos das redes sociais… Vamos fazer algo de verdade, né? Nossas ferramentas têm um poder de disseminação e impacto tão grande que quase dá para entender a frustração do Carlos Nascimento… (não, não concordo com ele… mas dá para entender…)

guferreira-150x150 Gustavo Ferreira –  Relações Públicas 2.0, Analista de Marketing e Mídias Sociais na eSapiens Internet, Pesquisador do comportamento humano nos meios de interação digital.

Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *