A Mágica das @’s

Todos já perceberam que as redes sociais mudaram as relações humanas tanto on-line quanto off-line, isso não é mais novidade para ninguém. Mas essas mudanças ainda causam muito estranhamento, mesmo estando num meio que as amizades, negócios, estudos etc., já não possuem mais fronteiras, ou fazendo parte de uma geração que aproveitou os benefícios da era da informação relativamente cedo.  Talvez até seja este estranhamento que me faz escrever este post para o ceschini.com.br

Conhecer gente que pensa como você, que tem visão de mundo parecida, que compartilha ideias, é muitoenriquecedor. É interessante ver o mundo através de uma nova perspectiva, mesmo sendo na sua timeline. O fato é que as pessoas estão dando um jeito (e que jeito!) para conhecer aquelas “@s” de que vivem falando.

Hoje os encontros de tuiteiros pipocam por todo Brasil, recebendo nomes como: Twittencontro, NOB, ETC, etc. Existem também uns encontros de nicho (é o caso do SMBR, por exemplo). Os encontros nos permitem termos aquela sensação muito boa ver que, na maioria das vezes, não existem muitas surpresas, de fato, somos o que tuitamos (ou seria: tuitamos o que somos?) 😉

Fico às vezes pensando: até que ponto é possível separar a vida off-line da online? Isso é realmente possível? Não acredito que, principalmente num serviço de microblog, os usuários consigam manter as “máscaras”, seja por qualquer motivo durante muito tempo. Mas há sustos também, principalmente para pessoas com excesso de timidez (por exemplo, este que vos escreve).  O que acontece todavia é que, aquele gelo que precisa ser quebrado quando começamos uma nova relação não existe, as pessoas já são “quase” íntimas.

Há muito tempo pratico este esporte! 😛 Já tive oportunidade de conhecer pessoas que se não fosse pela internet, talvez nunca tivesse a oportunidade de conhecer, mesmo estando tão perto. Já houve amizades que mais parecem ser amizades desde o tempo de criança, claro que houve algumas decepções também, mas o importante é o fato de somar, poder fazer a diferença para alguém, crescer, mesmo estando a cinco metros ou quinze mil quilômetros de distância.

Escrevo este texto também, pois esta semana me perguntaram “Por que você gosta tanto das redes sociais, por que eu deveria usar?” E abordei esta justificativa, espero ter mais uma nova @ como amigo em breve! 😉

E você? Já conheceu as @s da sua timeline? Como foi essa experiência?

Victor Vicentini, Administrador de Empresas; atuante e estudioso em mídias sociais, viciado em fazer check-in na venue do trabalho no Foursquare.

Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *