Trabalho X Mídias Sociais

Que as redes sociais são mania nacional, isso ninguém (ou quase ninguém) tem dúvidas. Desde crianças, que nem bem saíram da chupeta, (ou até mesmo nem nasceram!) já tem conta no Twitter, Facebook, etc. e isso não é privilégio dos novos, mesmo pessoas que já pularam muitos carnavais adoram as novas mídias.

Pra quem tuita (e olha, como isso já virou verbo), são nos dias úteis que o Twitter tem mais publicações, dias em que todo mundo está trabalhando (inclusive eu…rs)!  No final de semana é comum ler na timeline um tweet (ou tuite, pra quem preferir) com os dizeres: “Nossa, como isso aqui está parado!!!”  E é verdade, tuitar é uma ação do dia-a-dia, faz parte da rotina de milhões de pessoas em todo mundo, é como tomar o café-da-manhã! E é também um vício…hehe

A verdade, porém, é que existem muitas empresas que não permitem que os seus funcionários usem o Twitter ou outras redes – eles querem te lembrar que o trabalho é trabalho. Mas tudo vai do bom senso de cada um (é um requisito muito bem vindo em todo lugar), há hora para tudo (já dizia a minha avó): imagine um médico parando uma operação para dar check-in no hospital porque ele vai virar mayor da venue, ou ainda, um policial no meio de uma perseguição tuitar um “fica, vai ter cela”!

O que precisa ser pensado é: até que ponto realmente vale para as empresas proibirem seus colaboradores de atualizarem as redes sociais (uma vez que é fácil burlar a maioria das restrições de rede)? Talvez, se limites forem impostos, estabelecerem regras (claras e de conhecimento de todos) seja a melhor opção.  A somatória das redes sociais com o trabalho (se você não trabalha diretamente com elas) de maneira correta pode ser benéfica! Muitas vezes um simples tweet ou uma ver uma foto de um dia feliz no Facebook podem descontrair um pouco e trazer novos ares para a mente, mais energia e voltar ao trabalho com aquela ideia inovadora! Talvez a solução de um problema, um texto que não sai ou um cálculo que dá errado, num passe de mágica se resolve com a tão esperada solução.

As empresas devem estar prontas para trabalhar com essas novas formas de comunicação social, uma vez que somos todos apaixonados por elas e precisamos trabalhar, e as empresas querem produção e agilidade, é importante propor discussão sobre o uso das redes de forma que todos saiam satisfeitos e acordem formas de uso que não prejudiquem o desempenho, nem sejam cerceadoras à toa.

Redes sociais é o novo cafezinho! Não acham? =) Comentem suas experiências!

Victor Vicentini, Administrador de Empresas; atuante e estudioso em mídias sociais, viciado em fazer check-in na venue do trabalho no Foursquare.

http://twitter.com/#!/vicentinivictor

victor.vicentini@gmail.com

Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *